Terceirizar serviços, sim ou não? Quais os fundamentos da terceirização? Ela nos livro daquilo que não gostamos de fazer? Ou daquilo que não sabemos fazer? Ou daquilo que não fazemos bem, e não é nosso negócio? A resposta a estas perguntas sempre incomodou aos dirigentes de empresas de saneamento. O Sistema Water Database, sem querer esgotar o tema, servirá de guia para que os dirigentes possam tomar decisões sempre pensando na melhoria da qualidade e da produtividade. Não se concebe terceirizar serviços sem pensar nestes aspectos de melhoria da competitividade.

Também os contratos de performance, um tipo de terceirização, estão neste contexto. Contratação de performance, ainda um tabu no Setor de Saneamento, tem sido tibiamente utilizada, notadamente no combate às perdas e na cobrança de créditos vencidos. Várias experiências boas e más tem sido levado a cabo. O Sistema Water Database procura trazer o tema à realidade do Setor, propondo formas de contratação que possibilitem o ganha x ganha, aonde a terceirização é implementada a quatro mãos, gerando valor às partes interessadas. Trata-se da importante busca da parceirização entre o público e o privado, tirando o melhor de cada um, em prol da melhoria da qualidade e da produtividade dos serviços.
Veja como tirar o melhor proveito da parceirização; veja como aumentar sua rentabilidade e competitividade.

 

A participação da iniciativa privada tem crescido, quando se fala em investimentos no Setor de Saneamento. Modalidades não-convencionais tem sido colocadas, ainda requerendo de aperfeiçoamentos, mas se configurando como importantes e atrativas fontes de financiamento. Dentre muitas, os CONTRATOS DE PERFORMANCE tem sido adotados por muitas empresas, notadamente a SABESP, que tem contrato projetos de performance para:

  • Redução de perdas reais;
  • Redução de perdas aparentes;
  • Cobrança de créditos vencidos;
  • Redução de ligações clandestinas e fraudes, a partir de intervenções em áreas sociais de risco.

Após estudos de viabilidade, em que se examinam PAYBACK, VPL e TIR, indicadores econômicos para análises de Projetos, o Contratante poderá analisar a oportunidade dos Contratos de Performance, decidindo pela alternativa “ganha x ganha”, já que para qualquer seja a modalidade de investimentos, as partes devem ter benefícios maiores do que os custos. Contrato bom é aquele em que Contratante e Contratado, ganham.